As armas químicas de guerra são definidas como qualquer substância química cujas propriedades tóxicas são utilizadas com a finalidade de matar, ferir ou incapacitar algum inimigo na guerra, seja associada a operações militares, ou como ocorreu mais recentemente, a atos terroristas. Tais compostos não podem ser completamente proibidos, visto que alguns têm potencial uso industrial.

Além disso, a despeito de medidas de correção terem sido tomadas até o momento, bem como a condenação de sua utilização no mundo, há uma grande facilidade na fabricação destes compostos.

A Chemical Risk oferece uma assessoria para empresas que possuem substâncias químicas precursoras de armas químicas, e que, por conseguinte, podem sofrer inspeção da Organisation for the Prohibition of Chemical Weapons (OPCW), uma vez que o Brasil é signatário da Convenção de Proibição de Armas Químicas (Chemical Weapons Convention), conforme Decreto n° 2.977/Portaria MCTI nº 436).

SOLICITE UM ORÇAMENTO GRATUITAMENTE